Bioestimulação injetável

Publicado a:

A bioestimulação consiste na estimulação da produção de colagénio pelo próprio organismo, através da injeção de substâncias exógenas como a hidroxiapatite cálcica, o ácido poli-L-láctico ou de métodos físicos como microneedling, radiofrequência, ultrassons micro focados ou laser.

Os métodos injetáveis são atualmente os mais utilizados. Podem ser aplicados para volumização e melhoria da textura da pele facial e corporal, flacidez cutânea e tratamento da celulite, muitas vezes em conjunção com métodos físicos.

A injeção de hidroxiapatite cálcica (CaHA) é uma das técnicas mais usadas, sendo o produto mais utilizado o Radiesse® (Laboratórios Merz). Esta substância, composta por microesferas de cálcio e fosfato, existe naturalmente nos ossos e dentes humanos, tendo sido os seus primeiros usos em aplicações ortopédicas, otorrinolaringológicas e dentárias.

Para além do efeito volumizador, a CaHA estimula a produção de colagénio endógeno (neocolagénese) e elastina através da estimulação dos fibroblastos existentes na pele. Após alguns meses (12-24 na maioria da população), as microesferas são completamente reabsorvidas através da fagocitose pelos macrofagos naturalmente presentes nos tecidos, mantendo-se a rede de colagénio que dá suporte estrutural aos tecidos e melhoria da qualidade da pele.

Outra substância usada é o ácido poli-L-láctico, de marca Sculptra® (Galderma) ou Lenisna® (VAIM CO.), este último contendo também ácido hialurónico. Com modo de injeção semelhante após diluição, têm duração e efeito semelhante à CaHA, sendo ainda usados como volumizadores em certos procedimentos como aumento glúteo não cirúrgico. Os produtos de degradação são o dióxido de carbono e água, excretados através dos pulmões e urina.

As técnicas com injetáveis têm resultados muito satisfatórios, com volumização imediata e efeito estimulador expectáveis entre 3 a 6 meses, podendo ser necessárias mais de uma sessão de tratamentos. A duração expectável do efeito terapêutico estima-se entre 12 a 24 meses.

Dr. Diogo Semedo

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

Marque já a sua consulta!

Marcar Consulta