...

Flacidez Vaginal

Tratamento para a flacidez íntima com laser ou radiofrequência íntima

O que é a Flacidez Vaginal?

A flacidez íntima, também conhecida como flacidez vaginal, é uma preocupação comum entre as mulheres, que pode afetar negativamente a sua qualidade de vida e autoconfiança.

Ela pode ocorrer devido a vários fatores como envelhecimento, parto vaginal, alterações hormonais e perda de elasticidade dos tecidos.

Na Living Clinic, entendemos a importância de se sentir confortável com a sua região íntima. Desta forma, oferecemos tratamentos seguros e eficazes para ajudar a recuperar a firmeza e a elasticidade vaginal.

 

Causas da Flacidez Vaginal

A flacidez vaginal pode ocorrer devido a uma série de fatores, incluindo:

Envelhecimento: Assim como a pele em outras partes do corpo, os tecidos vaginais também podem perder colagénio e elastina com o envelhecimento, o que leva à perda de firmeza e elasticidade;

Gravidez e Parto: A gravidez e o parto vaginal são fatores significativos que podem causar flacidez vaginal. Durante a gravidez, os músculos e tecidos da região íntima são esticados para acomodar o crescimento do feto, e o parto vaginal pode causar estiramento adicional, levando a uma perda de tônus muscular;

Mudanças Hormonais: Mudanças hormonais, como aquelas associadas à menopausa, podem afetar negativamente a saúde e a elasticidade dos tecidos vaginais. A diminuição dos níveis de estrogénio pode resultar em secura vaginal, adelgaçamento e perda de elasticidade;

Fatores Genéticos: A predisposição genética também pode influenciar a tendência de uma pessoa para desenvolver flacidez vaginal ao longo do tempo;

Obesidade: O excesso de peso e a obesidade podem exercer pressão adicional sobre os músculos e tecidos pélvicos, contribuindo para a perda de firmeza.

Fatores de Estilo de Vida: Fatores como fumar, consumo excessivo de álcool e uma dieta pobre em nutrientes podem prejudicar a saúde da pele e dos tecidos em todo o corpo, incluindo a região vaginal;

Trauma ou Lesões: Lesões na área genital, cirurgias anteriores ou traumas podem levar a danos nos tecidos, afetando sua elasticidade;

Perda de Peso Significativa: A rápida perda de peso pode afetar os tecidos da região vaginal, levando à flacidez.

Influências Ambientais: Fatores externos como exposição solar inadequada ou uso excessivo de produtos químicos podem prejudicar a saúde da pele e dos tecidos vaginais.

 

Consequências da flacidez vaginal

A flacidez vaginal pode ter várias consequências tanto físicas quanto emocionais, impactando a qualidade de vida e o bem-estar geral das mulheres.

Consequências Físicas

Diminuição do Prazer Sexual: A perda de firmeza e elasticidade dos tecidos vaginais pode levar a uma diminuição do prazer sexual, tanto para a mulher quanto para o parceiro. Isso ocorre porque a flacidez pode afetar a sensibilidade e a resposta sexual.

Incontinência Urinária: A fraqueza dos músculos do região pélvica, muitas vezes associada à flacidez vaginal, pode contribuir para a incontinência urinária. Isso ocorre quando os músculos que sustentam a bexiga e o útero não estão fortes o suficiente para controlar o fluxo de urina.

Desconforto: A falta de firmeza nos tecidos vaginais pode levar a um aumento na fricção durante o sexo, o que por sua vez pode causar irritação, desconforto e até mesmo dor. Além do desconforto durante o sexo, algumas mulheres também podem sentir desconforto ou sensibilidade na região vaginal após a atividade sexual;

Alterações Estéticas: A flacidez vaginal também pode levar a alterações estéticas na região genital, o que pode impactar a autoestima da mulher;

Secura vaginal: A flacidez vaginal muitas vezes está associada a mudanças hormonais, como na menopausa, que podem causar secura vaginal. Isso pode tornar a relação sexual desconfortável e dolorosa devido à falta de lubrificação natural.

Consequências emocionais

Baixa Autoestima: A perceção de alterações na aparência e sensação da região íntima pode levar a uma baixa autoestima e autoconfiança nas mulheres;

Ansiedade e Constrangimento: Mulheres com flacidez íntima podem sentir-se mais ansiosas e constrangidas em relação ao seu corpo e a possíveis reações do seu parceiro;

Diminuição do Desejo Sexual: O desconforto e a dor associados à flacidez vaginal podem levar à diminuição do desejo sexual, uma vez que a atividade sexual fica a estar associada a sensações negativas;

Depressão: Em casos mais graves, a insatisfação com a aparência e a função da região íntima pode contribuir para sintomas de depressão e ansiedade.

É importante destacar que as consequências emocionais da flacidez vaginal podem variar de pessoa para pessoa. No entanto, é fundamental que as mulheres compreendam que não estão sozinhas nas suas preocupações e que existem opções de tratamento e apoio disponíveis para ajudar a lidar com estas questões. Consultar um médico pode fornecer informações sobre opções de tratamento e estratégias para melhorar a saúde íntima e o bem-estar emocional.

 

Tratamentos para Flacidez Vaginal

Os tratamentos que se seguem são realizados por médicas (ginecologistas) e promovem o rejuvenescimento vaginal (aumento da firmeza das paredes vaginais), resolvendo também problemas de secura vaginal, incontinência urinária, dor no ato sexual, entre outros.

O Laser CO2 Íntimo é eficaz no tratamento de problemas vaginais e do trato urinário, flacidez, pele escurecida, pequenas lesões benignas, atrofia vaginal, secura vaginal, entre outros.

O laser CO2 fracionado atua de uma forma extremamente suave sobre as paredes vaginais criando microlesões absolutamente imperceptíveis que vão originar a produção de colagénio e atuar no sentido de humidificar, reafirmar e restabelecer toda a estrutura vaginal, devolvendo-lhe toda a sua flexibilidade e forma;

A radiofrequência íntima é comum nas mulheres que deram à luz por via vaginal e que apresentam, em maior ou menor medida, um estiramento do tecido vaginal. É, portanto, um tratamento muito utilizado para rejuvenescimento pós-parto, bem como para incontinência urinária, flacidez vulvovaginal, disfunção orgásmica, entre outros.

É feito através da Radiofrequência Forma V (Votiva), através da qual as ondas de radiofrequência estimulam a contração das fibras de colagénio, promovem a cicatrização de feridas e assim dão a firmeza que falta.

 

Agende uma consulta

Agende uma consulta para ouvir a recomendação das médicas da Living Clinic (Dr.ª Maria Manuel Sampaio ou Dr.ª Manuela Montalvão) para o seu caso particular e esclarecer todas as suas dúvidas.

Estamos na Av. da Boavista, no Porto!

 

Dr.ª Manuela Montalvão (ginecologista)
Dr.ª Manuela Montalvão

 

Dr.ª Maria Manuel Sampaio
Dr.ª Maria Manuel Sampaio

 

Marque já a sua consulta!

Pedido de Informação

  • Quer saber mais informações sobre este tratamento?
  • Deseja conhecer a Living Clinic?
  • Quer a opinião da nossa equipa?
  • Deseja marcar uma consulta?
Seraphinite AcceleratorOptimized by Seraphinite Accelerator
Turns on site high speed to be attractive for people and search engines.